Reveillon Tropical no Cascais Miragem

Sílvia Nazário aqueceu a noite de 31 de Dezembro, em Cascais, apesar do termômetro marcar menos de 8 graus, numa festa bem tropical, na decoração, no som e no calor dos corações

A bela e versátil voz da cantora brasileira, juntamente com Cláudio Kumar (violão e direção musical), premiados com o Troféu Caymmi, acompanhados por músicos de excelência, Babi Bergamini (bateria) e Gustavo Roriz (contrabaixo), ambos provenientes do projeto Madredeus & Banda Cósmica, deu início à noite com “Copacabana”(Barry Manilow, Bruce Sussman, J. Feldman), saudando os convidados no foyer do hotel, acompanhada de quatro excepcionais bailarinos. O público curtiu e aplaudiu a apresentação, dirigindo-se em seguida para a sala onde tudo estava magnificamente preparado para a grande noite. Com um elenco assim de luxo, a receita estava garantida, independentemente das iguarias gastronômicas reservadas e do néctar dourado e borbulhante típico da noite. As últimas horas de 2009 viram o melhor deste conjunto de artistas e 2010 recebeu-os de braços abertos, numa grande festa embalada por um repertório bem eclético e animado, composto, entre outros, de bossa nova, samba e bolero, em ritmos bem tropicais latino-americanos, por vezes acompanhada pelos bailarinos e numa sucessão de guarda-roupa deslumbrante. As 12 badaladas foram recebidas com um medley de Jorge Ben, Ary Barroso – o muito apropriado “isto aqui é um pouquinho de Brasil” (“Sandália de Prata”) – Benito Di Paula e “Vaca de Fogo”, dos Madredeus, em ritmo de samba. Sílvia Nazário, acompanhada dos bailarinos Pedro Borralho e Tatiana Santos, bem conhecidos do público português pela sua participação semanal no concurso televisivo “Dança Comigo”, juntamente com um jovem par seus pupilos na prestigiada escola “Alunos de Apolo”, interagiram com o público, cantando e dançando. Já em 2010, ainda restava energia para uma belíssima homenagem à saudosa Maria do Carmo Miranda da Cunha, de Marco de Canaveses, vulgo Carmem Miranda, com “Alô, Alô”, “Tico Tico no Fubᔠe “Taí”, que encheu a pista de dança. De salientar também o profissionalismo da produtora executiva Vanessa Carvalho e do sonoplasta Rodrigo Ghira. 2010 promete assim ser mais um grande ano para a produção cultural brasileira em Portugal, num diálogo intercultural no âmbito da lusofonia, unindo cada vez mais os dois povos irmãos, e a maior comunidade “estrangeira” em Portugal.

“O sal das minhas lágrimas de amor criou o mar,que existe entre nós doispara nos unir e separar”(Vinícius de Moraes)

(fotos João Teixeira)


culturabrazileuropa@gmail.com

  • Partilhar no Facebook


Video

Publicidade