Catégories
Uncategorized

DocLisboa – 10ª Edição Festival Internacional de Cinema

 

 

 

 

De 20 a 28 de Outubro acontece em Lisboa a 10ª Edição do Festival Internacional de Cinema português, será apresentado 186 documentários. O Brasil está presente com Cinelândia – Louidgi Beltrame, Elfi Turpin | 31′ / França, Brasil / 2012 – Competição Internacional – Curtas.

Cinelândia foi rodado na selva de Tijuca, perto do Rio de Janeiro, onde Oscar Niemeyer construiu a Casa de Canoas (1951-53) para a sua família, que, no entanto, a abandonou após poucos anos de ocupação. O pavilhão de vidro bem preservado é concebido como um espaço de projeção para os projetos do arquiteto e para ficções da selva e suas mitologias.

 

 

 

DocLisboa abriu com apresentação do filme « A Última Vez que vi Macau », de João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra da Mata, que vai a concurso na competição internacional.
Os filmes do festival estão sendo exibido na Culturgest, do cinema Londres, São Jorge e da Cinemateca.

Catégories
Uncategorized

Miss Brasil Europa 2012

 

 

 

O concurso Miss Brasil Europa 2012, apresenta suas candidatas na Gala final, domingo, 29/10 ás 19h00  – Casino do Estoril, o evento conta  com a presença de amigos e convidados, entre eles artistas e diplomatas brasileiros.

As dezenove candidatas do concurso, têm entre 16 a 26 anos, todas de nacionalidades brasileiras, residentes em Portugal. De acordo com a produtora do evento, a brasileira Ana Paula Schwartz, a candidata vencedora além de ser galardoada com vários prémios, irá participar do concurso Miss Mund Brasil 2012, que será realizado no Rio de Janeiro.

As candidatas do concurso, falaram ao culturabrasil-europa.com, sobre seus sonhos e expectativas de estarem participando pela primeira vez de um concurso europeu.

 

 

Dhebora Perez –  19 anos – Espírito Santo
 
CBE –  O que representa o concurso Miss Brasil Europa?
D.P – Representa a união do Brasil com a Europa, mostrando toda sua exuberância e beleza da mulher brasileira.

CBE –  Qual o seu sonho profissional?
D.P – Ser modelo profissional.

CBE – O que você acha que este concurso pode contribuir para você realizar o seu sonho?
 D.P – Acredito que o Miss Brasil Europa 2012 me proporcione possibilidade de trabalhar como modelo profissional.

 

 


Karu Ribeiro – 21 anos – Espirito Santo

CBE –  O que representa o concurso Miss Brasil Europa?
K.R – Representa uma conquista mais um objetivo alcançado … um sonho realizado…

CBE –  Qual o seu sonho profissional ?
K.R – Me estabilidade na área financeira, independente da vertente que eu escolher tanto um curso de hospedeira que e um sonho ou o mundo da moda que e um objetivo por agora.

CBE – O que você acha que este concurso pode contribuir para você realizar o seu sonho?
K.R – Absorvo aquilo que me faz bem … produtivo para o meu crescimento. Este concurso me propôs grandes conhecimentos…crescimentos… estou vivendo momentos que certamente irão ficar registrado para sempre em minha vida.

 

 

 

Graziella Mota – 16 anos – São Paulo

 
CBE – O que representa o concurso Miss Brasil Europa?
G.M – Representa um pouco de cada coisa … experiências com um mundo desconhecidos até então…fazer novas amizades…

CBE – Qual o seu sonho profissional?
G.M – Ainda tenho um pouco de dúvida, mas penso que serei realizadora de cinema.

CBE – O que você acha que este concurso pode contribuir para realização de seus sonhos?
G.M – Como o concuso promove a nossa imagem, isto  nos tornar mais conhecidas e assim possivelmente surge oportunidades e facilita por em prática o que desejo.

  
Rafaella Schenatto  – 22 anos – Paraná

CBE – O que representa o concurso Miss Brasil Europa?
R.S – A beleza e elegância da mulher brasileira na Europa. Temos também a oportunidade de mostrar a verdadeira imagem da mulher brasileira…bonita, simpática e inteligente e não este estereótipo que alguns estrangeiros têm sobre nós. 

CBE – Qual o seu sonho profissional?
R.S – Ser gestora financeira de um hotel.

CBE – O que você acha que este concurso pode contribuir para realização de seus sonhos?
R.S –  O concurso me ajuda a crescer… devolver enquanto ser humano, esta experiência será  uma grande valia para tudo que vier agora.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Catégories
Uncategorized

Naná Vasconcelos & Lui Coimbra em Lisboa

 

 

 

 

Os brasileiros Naná Vasconcelos e Lui Coimbra levaram emoção ao público presente na Fundação Calouste Gulbenkian – Lisboa, (08/10) com repertório composto pela tradicional música popular brasileira e erudita. Composição de sua própria autoria e outras de artistas presentes no cenário internacional, entre eles, Eleomar, Zeca Baleiro e Villa Lobos.

 

 

 

O pernambucano Naná Vasconcelos mostrou porque é um dos percussionistas mais consagrados do mundo. Com uma habilidade sem igual, proporcionou uma noite ímpar para quem teve o privilégio de assistir sua brilhante apresentação no auditório da Fundação Calouste Gulbenkian aos sons de sua voz, mãos, chocalhos, tambores e até folha de alumínio.

 

 

 

“A fauna e a flora brasileira…um Brasil que o Brasil desconhece …” Naná chamou atenção para o tão belo cenário ecológico da terra Brasil, de acordo com ele é uma de suas principais inspirações musicais.

 

 

 

 

Através dos tambores o artista reproduziu o som de suas inspirações, entre eles o rio Amazonas e seu longo percurso entre as folhagens da floresta tropical brasileira.

 

 

 

Naná Vasconcelos falou ao Culturabrazil-europa sobre seu amor pela música e por seu país. “ Para mim, música é tudo… é minha vida é meu momento maior, primeiro instrumento é a voz e depois o corpo”. Recado a comunidade brasileira. “ … não perca sua identidade…suas raízes… vive muito tempo fora do Brasil, mas no Brasil”. Disse Naná. 

 

 

 

O multi-instrumentista carioca Lui Coimbra disse se sentir honrado em dividir o palco com Naná Vasconcelos.

 

 

 

Naná Vasconcelos e Lui Coimbra, ícones da música brasileira, voltaram ao palco duas vezes atendendo ao pedido do público que em coro pediam para ouvir mais uma canção. Pedido atendido e todos puderam ouvir; « Água Verde do Mar », composição de Naná Vasconcelos e Lui Coimbra. O público aplaudiu de pé o percussionista e violoncelista na Fundação Calouste Gulbenkian. Os artistas agradeceram e seguiram viagem para mais apresentações no continente europeu.